• Nutri Fabiana Jarussi

Alimentação e combate ao excesso de Colesterol

Dia 08/08 comemoramos do Dia Nacional de Combate ao Colesterol. Para manter seus níveis dentro das faixas de normalidade, uma alimentação saudável e um estilo de vida adequado são fundamentais.


O colesterol é vital para o organismo pois desempenha diversas funções como transporte das gorduras, manutenção da permeabilidade das células, síntese de hormônios e absorção de algumas vitaminas. Apenas 30% do colesterol total são provenientes do consumo de alimentos de origem animal (origem exógena). Os outros 70% são fabricados pelo fígado (origem endógena).


Além da ingestão total, o desequilíbrio entre as frações do colesterol (HDL e LDL) é que podem ser prejudiciais à saúde. Pensando especialmente no combate ao colesterol, podemos dividir os alimentos entre “amigos” e “inimigos” nessa batalha.


Entre os amigos, temos verduras, legumes e frutas; cereais integrais (em especial a aveia); peixes ricos em ômega 3 (salmão, sardinha, anchova e atum); gorduras boas (azeite de oliva, abacate); sementes e grãos (linhaça , castanhas, nozes, amêndoa).


Já entre os inimigos, temos carnes gordurosas; margarinas duras; embutidos (salsicha, linguiça, mortadela, salame, bacon, torresmo, banha de porco); laticínios gordurosos; alimentos industrializados cheios de gorduras (biscoitos amanteigados, bolachas recheadas, pratos prontos, chocolate ao leite, cremes prontos e chantilly); aves com pele e vísceras (coração de frango, miolo e fígado).


Com relação ao consumo de ovo, novas pesquisas mostram que a ingestão de um ovo por dia pode ser indicada, se outros alimentos ricos em colesterol forem limitados na dieta. Deve-se ter cuidado porém na forma de preparo do ovo, pois quando é frito ou mexido, há adição de gorduras, aumentando as calorias e dependendo do tipo de gordura, elevar o colesterol.


Mais importante é sempre manter em mente a regra de ouro: o equilíbrio é chave para uma dieta e uma vida saudável!